PATROCINADORES

Para recuperar imagem, DEM articula para se afastar do ‘centrão’

Contaminado pela imagem de fisiologismo, o DEM, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, articula para se afastar do centrão. O partido inicia hoje convenção em que vai defender uma agenda com foco nas reformas tributária e da Previdência, mantendo, nos discursos, distância do centrão, que é identificado pelo que o presidente Jair Bolsonaro classificou como “velha política”.

 

Por que é importante

O centrão é o grupo formado por DEM, PP, PL (ex-PR), PRB, MDB e Solidariedade e tem 230 dos 513 deputados e atua como principal opositor ao governo de Jair Bolsonaro

Quem ganha

O governo federal, que vê seu grupo adversário perder um dos de seus integrantes mais fortes e pode ter vida mais fácil no Congresso para aprovação de reformas importantes, como a da Previdência

Quem perde

Os partidos que ainda fazem parte do centrão

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − dois =

Pergunte para a

Mônica.