Document
PATROCINADORES

Para Pazuello, Vacina de Oxford ficará para janeiro

Em entrevista à CNN Brasil, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta sexta-feira (2) que a vacina desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, do Reino Unido, será entregue ao governo brasileiro apenas em janeiro.

O cronograma inicial previa 15 milhões de doses ainda em dezembro e outras 15 milhões no início de 2021. Mesmo com o breve adiamento, Pazuello indicou que uma campanha de imunização só será possível depois que a vacina for certificada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O ministro preferiu não estipular um prazo. “Uma vez aprovada a vacina com os registros internacionais, cabe à Anvisa certificar no Brasil. Quanto à velocidade da certificação, a aceleração de fases, não tenho essa posição hoje. É uma posição da Anvisa. Nós vamos esperar ela se posicionar e, assim que tivermos autorização, começamos a vacinar”, comentou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.