Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Para 61%, corrupção pode aumentar sem prisão em segunda instância

Para 61%, corrupção pode aumentar sem prisão em segunda instância

Levantamento do Paraná Pesquisa mostra a percepção da população em relação aos rumos do combate à corrupção no Brasil após a decisão do STF que tornou inconstitucional a execução imediada da pena de condenados após a segunda instância. Segundo a pesquisa, 61,4% dos brasileiros acreditam que a corrupção no país vai aumentar sem a medida barrada pela Corte. Outros 27,2% consideram que o cenário vai permanecer como está. Apenas 7,2% dos entrevistados responderam que a corrupção vai diminuir com a mudança de entendimento, em que o cumprimento da pena somente pode ocorrer após fim de todos os recursos nos tribunais superiores – o chamado trânsito em julgado do processo. O instituto ouviu 2.640 pessoas em todos os estados brasileiros entre 11 e 13 de novembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Por que é importante
O apelo da população pode fazer com que o Congresso vote com mais agilidade uma proposta de emenda à Constituição para retomar as prisões após condenação em segunda instância
Quem ganha
Parlamentares que defendem a volta da medida
Quem perde
Condenados que foram beneficiados pela decisão do Supremos

Envie seu comentário

dez + dezesseis =