PATROCINADORES

O primeiro caça de um grupo terrorista é brasileiro

Um caça Embraer A-29 Super Tucano caiu nas mãos do Talibã, após a tomada da base aérea de Mazar-i-Sharif, no Afeganistão, no último final de semana. Projetado pelo Brasil e adquirido pelo governo americano pra ser doado à minúscula força aérea afegã, o turbo-hélice é o único avião moderno de ataque leve ao solo a ser incorporado por um grupo terrorista na história. Dos 26 aparelhos no inventário, acredita-se que onze possam estar em mãos do grupo fundamentalista. Sem manutenção, pilotos treinados e combustível, os aparelhos devem ficar retidos em solo em pouco tempo – sem contar que logo devem ser destruídos por um ataque preventivo americano. O vexame global é do governo Biden, mas respinga um pouco nos brasileiros. O Talibá só não capturou mais equipamentos, pois pilotos de aviões e helicópteros fugiram para o vizinho Uzbequistão sem autorização dos superiores.

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.