PATROCINADORES

“No meu entender, cometeu crime”, diz Bolsonaro sobre jornalista

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a se manifestar sobre as conversas vazadas pelo site The Intercept e que envolvem, entre outras pessoas, o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública). Bolsonaro criticou o jornalista Glenn Greenwald, um dos fundadores do site, pela divulgação das mensagens. “No meu entender, ele Glenn cometeu um crime. Em qualquer outro país, ele estaria já em uma outra situação. Espero que a Polícia Federal chegue realmente, ligue os pontos todos”, disse o presidente mencionando a ação que prendeu quatro suspeitos que teriam invadido celulares de autoridades. Um dos envolvidos disse ser a fonte dos diálogos publicados pelo Intercept. Bolsonaro já havia falado sobre o jornalista no último sábado, ao defender a portaria editada por Moro que facilita a expulsão de estrangeiros considerados “perigosos”. “Ele (Glenn) não se encaixa na portaria. Até porque ele é casado com outro homem e tem meninos adotados no Brasil. Malandro, malandro, para evitar um problema desse, casa com outro malandro e adota criança no Brasil. Esse é o problema que nós temos. Ele não vai embora, pode ficar tranquilo. Talvez pegue uma cana aqui no Brasil, não vai pegar lá fora não”, afirmou o presidente.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 18 =

Pergunte para a

Mônica.