PATROCINADORES

No Faustão, Huck se afasta da imagem de político

Ao vivo no Programa do Faustão no último domingo, Luciano Huck negou que seja, hoje, candidato a presidente – mas não descartou a possibilidade. Ao longo da entrevista, Huck adotou uma postura “apolítica” que parece se tornar cada dia mais popular, mas que soa um tanto oportunista. Disse ser mais útil ao país atuando nos “movimentos cívicos” do que como presidente, que os partidos políticos estão “derretendo” e que não acredita nem na esquerda nem na direita. “Minha missão nesse ano é tentar motivar as pessoas a que votem com muita consciência”, afirmou. “Eu nunca vou ser o salvador da pátria e o que vai acontecer na minha vida eu não sei, vou deixar rolar.”

Por que é importante

O desenvolvimento do país passa, obrigatoriamente, pela iniciativa privada. Mas a política não pode ser deixada de lado e precisa ser valorizada

Quem ganha

Políticos e “personalidades” que buscam consolidar a política como algo “menos nobre” e a imagem de que “todo político é corrupto”

Quem perde

O país, que conta com o debate político para o desenvolvimento

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 12 =

Pergunte para a

Mônica.