PATROCINADORES

Ninguém sabe o que será do Brasil no Carnaval

É costume afirmar que o ano só começa no Brasil após o carnaval. Por isso, 2021 deve demorar para engatar depois que a festa foi adiada por causa da pandemia. E ninguém sabe direito o que vai ocorrer entre 13 e 16 de fevereiro. Porém, o carnaval não é um feriado nacional, mas ponto facultativo. Ou seja, a pausa fica a critério de estados e municípios. Por isso, horas extras não são pagas para aqueles que trabalham durante o sábado, a segunda e a Terça-Feira Gorda, o último antes dos 40 dias de jejum e resguardo que antecedem a Páscoa cristã.

Sambódromo do Rio de Janeiro. Fonte: Riotour / Foto: Fernando Maia

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) comunicou que não haverá atendimento ao público nas agências em todo o Brasil em 15 e 16 de fevereiro. A B3 também informou que não haverá expediente. No Rio de Janeiro, o desfile das escolas de samba foi adiado duas vezes. O prefeito, Eduardo Paes (DEM), decidiu suspender até o carnaval fora de época planejado para julho. O governador em exercício, Claudio Castro (PSDB), sancionou a proposta da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) que definiu que a comemoração ocorra no segundo semestre. A data está indefinida e pode ser adiada novamente por causa da covid-19.

Assim, fica complicado para o comércio se organizar sem mais prejuízos e atropelos. MONEY REPORT consultou o Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre a questão – sem sucesso. Após dois dias de insistência, a Federação do Comércio (Fecomercio) de São Paulo respondeu que um estudo sobre o tema está em desenvolvimento.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 17 =

Pergunte para a

Mônica.