Document
PATROCINADORES

“Não sou radical”, afirma o novo ministro da Educação

Ex-secretário-executivo da Casa Civil, Abraham Weintraub tomou posse nesta terça-feira (9) como ministro da Educação. O novo titular da pasta, que substitui Ricardo Vélez Rodríguez, afirmou durante pronunciamento que não é um “radical”. “Algumas pessoas falam que sou muito radical. Não sou radical. Eu sou aberto ao diálogo. Enquanto você não ameaçar a vida, a integridade física de alguém, eu estou aberto ao diálogo”, disse. Weintraub também fez uma avaliação da educação no Brasil. Na sua opinião, o país não gasta pouco com o setor, mas investe mal.

Por que temos resultados tão ruins? Com o que a gente gasta em relação ao PIB, temos de entregar mais. Os indicadores do Pisa colocam o Brasil bem abaixo da média”.

Por que é importante

Abraham Weintraub é considerado um meio-termo entre os militares do MEC, que defendem um nome técnico, e a ala ideológica do ministério, composta pelos alunos do escritor Olavo de Carvalho

Quem ganha

O governo, que busca agradar gregos e troianos com a indicação

Quem perde

O ex-ministro Vélez Rodríguez, que saiu desmoralizado do cargo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.