PATROCINADORES

“Não podemos subestimar agenda de contrarreformas do Congresso”

O cientista político Luiz Felipe D’Avila, que chegou a ser pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo, prevê dificuldades para o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, aprovar as reformas econômicas que o país necessita. D’Avila considera que o capitão reformado precisa dar “um norte” à administração, para não ficar refém do fisiologismo dos partidos políticos. Para ele, o Congresso Nacional pode não apenas sabotar as mudanças, mas também incentivar o gasto público, com a aprovação das famosas pautas-bomba. “Não podemos subestimar a agenda de contrarreformas do Congresso”, afirmou durante evento promovido por MONEY REPORT nesta terça-feira (11), em São Paulo. “Devemos testemunhar um debate entre a ala militar do governo e a econômica, que têm visões distintas em alguns pontos. Sem um norte claro, o fisiologismo aumenta”, concluiu.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

Pergunte para a

Mônica.