Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

“Não podemos subestimar agenda de contrarreformas do Congresso”

“Não podemos subestimar agenda de contrarreformas do Congresso”

O cientista político Luiz Felipe D’Avila, que chegou a ser pré-candidato do PSDB ao governo de São Paulo, prevê dificuldades para o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, aprovar as reformas econômicas que o país necessita. D’Avila considera que o capitão reformado precisa dar “um norte” à administração, para não ficar refém do fisiologismo dos partidos políticos. Para ele, o Congresso Nacional pode não apenas sabotar as mudanças, mas também incentivar o gasto público, com a aprovação das famosas pautas-bomba. “Não podemos subestimar a agenda de contrarreformas do Congresso”, afirmou durante evento promovido por MONEY REPORT nesta terça-feira (11), em São Paulo. “Devemos testemunhar um debate entre a ala militar do governo e a econômica, que têm visões distintas em alguns pontos. Sem um norte claro, o fisiologismo aumenta”, concluiu.

Envie seu comentário