PATROCINADORES

Não há o que comemorar, diz Rodrigo Maia

Presidente da República em Exercício (Michel Temer está na Suíça), o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que quem tem responsabilidade pública não pode celebrar a confirmação da sentença que condenou o ex-presidente Lula. “Construí minha carreira combatendo, no campo da política, as teses defendidas pelo ex-presidente Lula e pelo PT. Ainda assim, quem tem responsabilidade pública, em qualquer nação, não pode estar celebrando”, escreveu Maia, em nota.

Por que é importante

“Na política, o melhor foro de enfrentamento de teses diferentes é a campanha eleitoral. Nela, o veredito é dado pelas urnas", escreveu Maia. "Mas a campanha não começou, e quem se pronunciou hoje foi o Poder Judiciário. É necessário ouvi-lo e respeitá-lo.”

Quem ganha

Rodrigo Maia, que articula para disputar a presidência em outubro

Quem perde

Lula, que, condenado, vê as chances de disputar a presidência diminuírem consideravelmente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

  1. Somente com a privatização de TODAS as estatais obteremos um nível de corrupção “aceitável”, semelhante a países desenvolvidos. Será o fim dos “cabides” de emprego. O fim das barganhas. A diminuição da politicagem. Vai faltar o voto impresso e o voto opcional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + dez =

Pergunte para a

Mônica.