Document
PATROCINADORES

Morre ex-governador de Goiás, Iris Rezende

O ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende (imagem), 87 anos, morreu na madrugada desta terça-feira (9). Ele estava internado há três meses no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, para se recuperar de um acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu em agosto deste ano. Em nota, a assessoria informou que em 6 de novembro, o político foi intubado para tratar uma pneumonia que teve durante o tratamento e desde então, seu quadro piorou. Rezende deixa a mulher, Iris de Araújo Rezende, e os filhos Cristiano, Ana Paula e Adriana.

O corpo será velado no Palácio das Esmeraldas, a partir das 11h, em Goiânia. O sepultamento será no cemitério Santana, também na capital, previsto para às 17h.

Carreira

Rezende encerrou sua carreira política em dezembro de 2020, após concluir o quarto mandato como prefeito de Goiânia. Desde então, se dedicava a cuidar de sua fazenda e do escritório de advocacia. Nascido em Cristianópolis, na região sudeste de Goiás, formou-se em direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG), sua carreira política começou em 1959, quando foi eleito vereador, aos 25 anos, na época, o candidato com maior número de votos e mais jovem da história da capital goiana. Em 1962, foi eleito deputado estadual e, em 1965, assumiu a Prefeitura de Goiânia, mas foi cassado pela ditadura militar antes do término de seu mandato. Durante o período em que ficou fora da vida pública, montou um escritório de advocacia. Após o fim do regime, foi eleito governador por dois mandatos (1983 a 1986) e (1991 a 1994).

Além disso, o político também foi ministro da Agricultura do governo de José Sarney (PMDB) (1986 a 1990). Em 1994, Iris foi eleito senador e, no meio de seu mandato, em 1997, assumiu o ministério da Justiça durante um ano, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Em 2004, se candidatou à Prefeitura de Goiânia, vencendo o então prefeito Pedro Wilson (PT).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.