Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Moro pede que PGR investigue fala de presidente da OAB

Moro pede que PGR investigue fala de presidente da OAB

O ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) enviou na quinta-feira (8) uma representação à Procuradoria-Geral da República pedindo providências em relação a declarações do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz. Moro quer que a PGR apure possíveis crimes de calúnia, injúria e difamação que teriam sido cometidos por Santa Cruz. Em uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o presidente da OAB disse que o ministro “banca o chefe de quadrilha” no caso da investigação dos hackers presos pela invasão de celulares de autoridades.

“Atribuir falsamente ao Ministro da Justiça e Segurança Pública a condição de chefe de quadrilha configura em tese o crime de calúnia do art. 138 do Código Penal”, apontou Moro no documento. “Ademais, o comentário repercutiu na esfera subjetiva deste subscritor, em seu sentimento e senso de dignidade e decoro, visto que também sugere uma conduta arbitrária no exercício das relevantes funções de Ministro de Estado e Segurança Pública, de ingerência e interferência na Polícia Federal, acarretando também a tipificação nos crimes de injúria e difamação”, acrescentou o ministro.

Envie seu comentário