PATROCINADORES

Moro dificilmente irá para o STF

Com a divulgação de apenas parte dos grampos com os bastidores da Operação Lava-Jato, é bastante provável afirmar que Sergio Moro dificilmente será indicado para a vaga que se abre em novembro do ano que vem no Supremo Tribunal Federal, no lugar de Celso de Mello, que atingirá a idade máxima de 75 anos.

Uma das funções básicas de um ministro do STF (sem entrar no mérito da qualidade dos atuais ocupantes da Tribuna) é zelar para que a lei seja cumprida e especialmente cuidar que os juízes das instâncias inferiores façam isso. Como indicar à suprema corte um ex-juiz que (embora esses grampos não sejam provais legais) tenha trocado informações com a Promotoria sobre a investigação, algo vetado aos magistrados?

Outro problema: como garantir a aprovação de Moro entre os 81 senadores depois desta confusão?

Ainda falta um ano e meio para a indicação do substituto de Mello. Ou seja, muita coisa ainda pode acontecer e Moro sair por cima desta história. Mas, aos olhos deste momento, o nome do ministro da Justiça dificilmente emplacará no Supremo.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − dez =

Pergunte para a

Mônica.