Document
PATROCINADORES

Ministro admite que dados sobre vacinas estavam incorretos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi questionado pelo relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB-AL), sobre o número desencontrado de vacinas efetivamente contratadas pelo governo brasileiro. Queiroga admitiu que a informação foi prestada anteriormente “de maneira imprecisa”. A previsão de 560 milhões de doses foi revista pelo ministro para 430 milhões. Depois de reduzir a estimativa, Queiroga reforçou que a pasta está “na iminência” de fechar um novo acordo com a Pfizer para a aquisição de mais 100 milhões de doses, além das 100 milhões já garantidas. “Está só nas finalizações legais, o que seria um aporte adicional muito importante para o nosso programa de vacinação.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.