PATROCINADORES

Meirelles aceita união sugerida por FHC. Se ele for o candidato

O candidato Henrique Meirelles (MDB) repercutiu a carta publicada pelo ex-presidente Fernando Henrique (PSDB) Cardoso nas redes sociais. No texto, o tucano defendeu uma união entre os demais presidenciáveis para derrotar Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) – considerados radicais por ele. O emedebista aceitou proposta, desde que ele seja o escolhido. “A leitura que eu tenho é que ele quer a união do centro com um candidato que tenha condições de ganhar a eleição. E o candidato que está subindo nas pesquisas e tem condições de ganhar a eleição sou eu. Acho que o projeto de união do centro é totalmente viável, desde que o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) esteja disposto a abrir mão da candidatura dele para me apoiar. O que só é possível união juntos em torno de um candidato que está crescendo e portanto caminha para a vitória, que sou eu”, afirmou Meirelles.

Por que é importante

FHC acredita que o país vai seguir dividido e a crise política poderá se agravar em caso de vitória de Bolsonaro ou Haddad

Quem ganha

Meirelles, que aproveita o episódio para se promover

Quem perde

Alckmin, que não decola nas pesquisas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =

Pergunte para a

Mônica.