PATROCINADORES

Marun admite mudanças para aprovar Previdência

A reforma da Previdência ainda não tem o número de votos necessários para ser aprovada na Câmara dos Deputados, reconheceu nesta quinta-feira (1º) o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que voltou a admitir, no entanto, a possibilidade de mudanças, desde que sejam mantidos o que o governo considera pilares da proposta. “Nós ainda não temos os votos necessários e suficientes para esta aprovação. Esta é a notícia ruim e esta é a realidade”, disse Marun em palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Por que é importante

Por ser uma Proposta de Emenda à Constituição, a reforma precisa do voto de pelo menos 308 dos 513 deputados para ser aprovada, em dois turnos de votação, antes de seguir para o Senado. A votação da reforma na Câmara está marcada para a semana de 19 de fevereiro

Quem ganha

Deputados indecisos. Que poderão negociar vantagens em troca de apoio na votação

Quem perde

As contas do governo. Marun disse que a reforma é "inadiável" e que o teto para o crescimento dos gastos públicos não sobrevive sem a mudança na Previdência

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 19 =

Pergunte para a

Mônica.