Document
PATROCINADORES

Marqueteiro que queria transformar Pazuello em herói rebate Wajngarten

Em entrevista à revista Veja, o ex-chefe da Secretária Especial de Comunicação Social (Secom) Fábio Wajngarten buscou livrar a responsabilidade do presidente Jair Bolsonaro e culpar a equipe do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello pelo atraso na vacinação no país. Sem citar diretamente Pazuello, Wajngarten afirmou que houve “incompetência” e “ineficiência” da gestão do militar na pasta ao lidar com a Pfizer, que ofereceu no ano passado um lote de 70 milhões de seu imunizante. Nas redes sociais, o marqueteiro Marcos Arnoud, conhecido como Markinhos Show, rebateu o antigo responsável pela comunicação do governo federal. O profissional, que foi contratado para melhorar a imagem do então ministro e queria transformar Pazuello em herói, questionou no Twitter o fato de Wajngarten ter boas relações com a farmacêutica e não ter tomado providências para agilizar as negociações.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.