PATROCINADORES

Manuela D’Ávila passou contato de Glenn Greenwald a hacker

Em nota divulgada à imprensa na noite desta sexta-feira (26), Manuela D’Ávila, ex-deputada do PCdoB e candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad, confirmou que passou o contato do jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept Brasil, a alguém que dizia ter “obtido provas de graves atos ilícitos praticados por autoridades brasileiras”. Manuela afirmou ter sido comunicada pelo Telegram de uma invasão em seu aplicativo, no dia 12 de maio. Depois disso, alguém entrou em contato, dizendo ter a intenção de divulgar o material coletado. “Por isso, apesar de ser jornalista e por estar apta a produzir matérias com sigilo de fonte, repassei ao invasor do meu celular o contato do reconhecido e renomado jornalista investigativo Glenn Greenwald”. 

Preso pela Polícia Federal por suspeitas de ter hackeado as contas no Telegram de diversas autoridades públicas, Walter Delgatti Neto, conhecido como “Vermelho”, contou em seu depoimento que Manuela D’Ávila foi a pessoa que o colocou em contato com jornalista Glenn Greenwald. Delgatti Neto também afirmou que não recebeu pagamento pela entrega das mensagens ao Intercept.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − onze =

Pergunte para a

Mônica.