PATROCINADORES

Maluf deve seguir preso em regime fechado, defende PGR

A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu no STF a manutenção da prisão em regime fechado do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP). Ele está preso desde dezembro do ano passado na Penitenciária da Papuda pelo crime de lavagem de dinheiro. A manifestação foi motivada por um pedido de habeas corpus feito pela defesa de Maluf. Os advogados tentam derrubar a decisão do ministro Edson Fachin, do STF, que determinou o imediato cumprimento da condenação. De acordo com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, não há irregularidades na determinação de Fachin.

Por que é importante

O parlamentar foi condenado a sete anos, nove meses e dez dias de reclusão e ao pagamento de multa, por ter desviado dinheiro público para o exterior

Quem ganha

O senso de justiça. As investigações contra o deputado se arrastaram por mais de dez anos desde a instauração do primeiro inquérito

Quem perde

Maluf. A PGR afirmou que a defesa não apresentou nenhum argumento que justificasse a revisão da sentença

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.