PATROCINADORES

Maia diz que governo deveria priorizar agenda econômica

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cobrou mais empenho do governo no avanço de projetos para garantir a recuperação econômica do país após as eleições municipais. Maia afirmou que, encerrado o processo eleitoral, a equipe do presidente Jair Bolsonaro precisa apresentar propostas para organizar as contas públicas, enfrentar o crescimento do endividamento e aprovar um orçamento para o próximo ano dentro do teto de gastos. O parlamentar também criticou a antecipação do debate sobre as eleições para o comando da Câmara e do Senado, que vão ocorrer em fevereiro. “Antes da eleição das Mesas, temos um número importante de emendas constitucionais e de projetos, que deveriam ser a prioridade de todos e não a eleição da Câmara e do Senado, que tem gerado mais conflito do que solução. Não entendi por que o governo antecipou esse processo político, porque isso atrapalha a própria pauta do governo no Congresso”, comentou. Maia negou que seja candidato à reeleição e afirmou que a Constituição veda a recondução para o cargo na mesma legislatura. Para ele, a prioridade no momento deveria ser a agenda econômica. Segundo o presidente da Câmara, se as pautas da área não forem aprovadas, “2021 será um ano muito ruim, com uma uma volta da recessão e uma forte pressão para o aumento dos juros.”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − quatro =