Document
PATROCINADORES

Lula pediu para OAS assumir obra deficitária na Bolívia

O mais novo vazamento da Operação Lava Jato aponta que a empreiteira OAS assumiu uma obra deficitária, na Bolívia, a pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil e publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta segunda-feira (16), mostram detalhes da proposta de delação premiada do empreiteiro Léo Pinheiro, que teve o acordo de colaboração recentemente homologado pelo Supremo Tribunal Federal. 

Segundo os procuradores da Operação Lava Jato, o executivo disse que assumiu a obra de uma estrada no país ciente do prejuízo futuro. No entanto, Lula garantiu que o projeto seria financiado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e prometeu contratos futuros à empresa para compensar o mau negócio. À época, o petista queria manter o bom relacionamento com o presidente boliviano Evo Morales.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.