PATROCINADORES

Lula e Dilma são absolvidos no caso do ‘quadrilhão do PT’

A Justiça Federal de Brasília (DF) absolveu na quarta-feira (5) os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, os ex-ministros Antônio Palocci e Guido Mantega, além do ex-tesoureiro do João Vaccari Neto, na ação penal chamada de “quadrilhão do PT”. Os cinco eram acusados pela Procuradoria-Geral da República por suspeita de terem formado um grupo para desviar dinheiro público da Petrobras e de outras estatais. Os petistas teriam levantado cerca de R$ 1,5 bilhão em propinas entre 2002 e 2016. A denúncia da PGR se baseava em depoimentos tomados ao longo da Operação Lava-Jato, como de delatores da Odebrecht, JBS e ex-diretores da Petrobras. O juiz responsável pelo caso, ao rejeitar a tese, considerou que não houve associação criminosa. “A inicial acusatória alonga-se na descrição de inúmeros ilícitos penais autônomos sem que revele a existência de estrutura ordenada estável e atuação coordenada dos denunciados, traços característicos de uma organização criminosa. Numa só palavra, não evidencia a subsistência do vínculo associativo imprescindível à constituição do crime”, afirmou o magistrado em um trecho da decisão.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.