PATROCINADORES

Liberou geral? Mais um na corrida eleitoral: Fernando Collor

O quadro eleitoral está tão aberto – e a cara de pau tão escancarada – que o ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL) se julga no direito de postular o cargo máximo do país em 2019. Collor afirmou, em entrevista à rádio 96 FM, do interior de Alagoas, que a candidatura à presidência é uma “possibilidade”. Se a moda pega…

Por que é importante

Fernando Collor sofreu impeachment em 1992, acusado de atos de corrupção, mas foi inocentado no Supremo Tribunal Federal dois anos depois. Seu governo foi marcado pelo confisco da poupança dos brasileiros, uma atabalhoada medida econômica para tentar controlar a hiperinflação - que não deu certo

Quem ganha

Collor e os políticos que não perdem uma oportunidade de criar um factóide

Quem perde

O debate político. O cenário de incertezas está abrindo espaço para candidatos pouco competitivos se lançarem, desviando a atenção do público para os temas que precisam ser debatidos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 14 =

Pergunte para a

Mônica.