PATROCINADORES

Lava-Jato mira pagamento de propina a ex-ministros petistas

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (21) a 63ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de Carbonara Chimica, para investigar a suspeita de repasses indevidos aos ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega por parte da empreiteira Odebrecht. Os dois ocuparam a pasta da Fazenda durante os governos petistas de Lula e Dilma. Segundo a apuração da PF, o pagamento da propina tinha como objetivo, entre outras coisas, a aprovação de uma medida provisória para instituir um novo programa de refinanciamento de dívidas fiscais (Refis da Crise), que favoreceria a Odebrecht. Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e na Bahia. Os alvos de prisão seriam um ex-executivo da empreiteira e um advogado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 2 =

Pergunte para a

Mônica.