PATROCINADORES

Lava-Jato mira multinacional por fraude em licitações da Petrobras

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (23) a 67ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de Tango & Cash, para apurar a participação de executivos da multinacional Techint no cartel de empreiteiras formado para fraudar licitações da Petrobras. A investigação apontou que os funcionários da companhia ítalo-argentina pagaram cerca de R$ 60 milhões em propina a diretores da estatal em troca de conseguir contratos. Estão sendo cumpridos 23 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, do Rio de Janeiro e Paraná. A pedido da Lava-Jato, a Justiça Federal determinou o bloqueio de R$ 1,7 bilhão dos investigados.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =

Pergunte para a

Mônica.