Document
PATROCINADORES

Lava-Jato faz buscas em endereços de Cristiano Zanin e Frederick Wassef

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (9) a Operação E$quema S, um desdobramento da Operação Lava-Jato que investiga desvios de pelo menos R$ 150 milhões do Sistema S por escritórios de advocacia no Rio de Janeiro e em São Paulo. O dinheiro teria sido usado em um suposto esquema de tráfico de influência no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal de Contas da União (TCU). A ação foi autorizada pelo juiz Marcelo Bretas. Entre os alvos de mandados de busca e apreensão estão os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, que atuam na defesa do ex-presidente Lula. A PF também faz buscas em endereços do advogado Frederick Wassef, ex-defensor da família do presidente Jair Bolsonaro. Outros citados nas apurações são o ex-ministro César Asfor Rocha (STJ) e seu filho Caio Rocha, os advogados Eduardo Martins (filho do presidente do STJ, Humberto Martins) e Tiago Cedraz (filho do ministro do TCU Aroldo Cedraz).

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.