Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Nenhum comentário

Lava-Jato apura pagamentos da Oi para empresas de filho de Lula

Lava-Jato apura pagamentos da Oi para empresas de filho de Lula

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta terça-feira (10) uma nova fase da Operação Lava-Jato, batizada de Mapa da Mina. A ação investiga repasses suspeitos de mais de R$ 132 milhões pelo grupo Oi/Telemar para empresas do grupo Gamecorp/Gol, controlado por Fabio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. Segundo o MPF, os pagamentos teriam sido realizados sem justificativa econômica plausível e acima dos praticados no mercado. Em troca, o grupo Oi/Telemar foi beneficiado por atos políticos e administrativos do governo federal durante a gestão do petista. Estão sendo cumpridos 47 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal. Outros três sócios de Fabio (Fernando Bittar, Kalil Bittar e Jonas Suassuna) também são alvos da apuração. Os procuradores responsáveis pelo caso chegaram a pedir a prisão do filho de Lula, mas a solicitação foi rejeitada pela Justiça. O MPF aponta ainda que existem evidências de que parte dos recursos teriam sido usados para a compra do sítio de Atibaia (SP). Outra investigação sobre a propriedade no âmbito da Lava-Jato levou à condenação do petista a 17 anos, um mês e dez dias de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Envie seu comentário

4 × 3 =