Document
PATROCINADORES

Kassab arrebanha os dissidentes do União Brasil

O União Brasil, fruto da fusão do PSL e do Democratas, sofre suas primeiros e já esperadas desfiliações importantes, conforme as estimativas do presidente do DEM, ACM Neto, ainda em setembro. Em 27 de outubro, foi a vez do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), abandonar a legenda e para migrar ao PSD de Gilberto Kassab (imagem) e ser lançado como presidenciável, na congestionada terceira via.

Agora, quem também deixa o PSL pelo PSD é o apresentador José Luiz Datena, que desistiu de concorrer à presidência da República para tentar a cadeira de José Serra (PSDB) no Senado por São Paulo. Diagnosticado com Parkinson, Serra saiu da vida pública, substituído pelo suplemente José Aníbal, que tem poucas chances de manter os votos que elegeram o titular. Pacheco e Datena são duas vitórias antecipadas para Kassab. Há ainda a possibilidade de Geraldo Alckmin, ex-governador e novamente postulante ao Palácio dos Bandeirantes, migrar para a legenda.

Neste cenário,o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta desponta como nome forte no União Brasil, já que Datena saiu do páreo. É um vitória de bastidores, já que as pesquisas indicam que Mandetta não possuiria envergadura para chegar a um segundo turno contra os principais interessados no Palácio do Planalto – e até mesmo Pacheco, o preterido de Kassab.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.