PATROCINADORES

Justiça mantém Richa preso

O Tribunal de Justiça do Paraná rejeitou o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Beto Richa (PSDB), ex-governador do estado e candidato ao Senado. Na decisão, o desembargador Laertes Ferreira Gomes, da 2ª Câmara Criminal, considerou que a manutenção da prisão do político “é imprescindível para a continuidade das investigações”. Os advogados do tucano devem recorrer ao STJ.

Por que é importante

Beto Richa foi preso na terça-feira (11) em uma ação que apura indícios de direcionamento de licitação para beneficiar empresários e pagamento de propina a agentes públicos, além de lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça

Quem ganha

Os adversários dele na disputa pelo Senado

Quem perde

A campanha do próprio tucano. Quem perde também é o discurso do PT, que afirma que a Operação Lava Jato tem fundo político e persegue apenas a agremiação chefiada por Luiz Inácio Lula da Silva.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 12 =

Pergunte para a

Mônica.