PATROCINADORES

Justiça autoriza prisão domiciliar a Eduardo Cunha

A 13ª Vara Federal em Curitiba concedeu na quinta-feira (26) prisão domiciliar temporária ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha em razão da pandemia do novo coronavírus. A medida foi autorizada por Cunha fazer parte do chamado grupo de risco e por estar realizando um tratamento de problemas intestinais. O ex-deputado atualmente está internado em um hospital no Rio de Janeiro. Cunha foi condenado no âmbito da Operação Lava-Jato a 14 anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.