PATROCINADORES

Distanciamento de paulistas cai para 49%, o menor índice da quarentena

Os paulistas estão relaxando seu isolamento social. Na quarta-feira (8), foi registrada uma taxa de 49%, a mais baixa desde o início da quarentena que tenta evitar a disseminação do coronavírus. O governo estadual considera que o ideal seria a partir de 70%, índice jamais alcançado. O ápice ocorreu no domingo (5), com 59%. Depois, ao longo da semana, ocorreu um progressivo relaxamento. “Estivemos muito abaixo do necessário”, disse o governador João Doria, nesta quinta-feira (9).

Os dados de monitoramento são obtidos pelo governo estadual a partir de geolocalização de smartphones de clientes das quatro grandes operadoras de telefonia móvel.

De acordo com as autoridades sanitárias, este relaxamento é perigoso neste momento da pandemia. “Se nós não tivéssemos feito o isolamento social, hoje teríamos dez vezes mais pacientes portadores da virose do que temos hoje. Enquanto tivermos um isolamento social em 50%, não iremos conseguir dobrar essa curva”, disse José Henrique Germann, secretário estadual de Saúde, se referindo à velocidade com que a doença avança entre a população, lotando os hospitais.

O estado de São Paulo tem 6.708 casos da covid-19 confirmados, 728 mortes registradas, de acordo com Secretaria Estadual da Saúde. Porém, os dados podem estar incorretos, já que há espera de duas semanas para a expedição de muitos laudos de óbitos de casos suspeitos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + oito =

Pergunte para a

Mônica.