PATROCINADORES

Investigação aponta que tática para invadir celular de Moro foi “tosca”

A Polícia Federal deve dar mais detalhes da prisão de quatro suspeitos que seriam os responsáveis pela invasão do celular do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, um laudo da PF aponta a linha do tempo da ação do grupo. Os investigadores responsáveis pelo caso classificaram como “tosca” a tática para acessar o telefone de Moro. Os suspeitos, presos em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto, foram transferidos para Brasília.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + 5 =

Pergunte para a

Mônica.