Document
PATROCINADORES

Há diferença entre marqueteiro e populista?

Nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro foi tachado de populista por seus críticos, especialmente durante o episódio envolvendo a demissão de Roberto Castello Branco da chefia da Petrobras. Quase que ao mesmo tempo, também escutei de alguns empresários que o governador João Doria só pensa em marketing e, assim, seria um político marqueteiro.

Será que existe diferença entre os dois termos? Ou será que chamamos de marqueteiros os populistas que gostamos ou toleramos?

As duas categorias envolvem pessoas que jogam para a torcida e estão sempre preocupadas com a própria popularidade. Como trabalhar a própria imagem passa ser a prioridade número um destes indivíduos, o programa político destes personagens passa a ser errático, numa situação em que os irônicos chamam de “o rabo que balança o cachorro”.

Marqueteiro ou populista são raízes da mesma cepa. Mas talvez o marqueteiro tenha mais estofo técnico e assim mereça um epíteto menos agressivo. Mas, no fundo, sua missão é a mesma: agradar o eleitorado e angariar recursos para as eleições. E ampliar a base de apoio, sempre antecipando os movimentos do eleitorado para criar empatia e fundamento. Sem esses ingredientes, não há populista ou marqueteiro que se sustente no topo.                                                             

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.