Document
PATROCINADORES

Greve geral contra reforma da Previdência fracassa

A greve geral e de grandes proporções, prometida por sindicatos e partidos de esquerda contrários ao projeto da reforma da Previdência, fez menos barulho do que o esperado na sexta-feira (14). Em São Paulo, o maior estado do país, o metrô parou parcialmente e os ônibus da rede municipal de transporte e trens funcionaram normalmente. No Rio, a greve geral não afetou nenhum transporte. Os atos de rua convocados para o fim do dia atraíram menos pessoas do que as manifestações contra os cortes na educação, ocorridas em maio. Como disse a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), a greve de ontem foi um “fiasco”.

Por que é importante

Contrários ao projeto da reforma da Previdência, parlamentares e sindicalistas tentam pressionar o governo

Quem ganha

Mesmo com oposição, o governo tem conseguido dar sequência ao trâmite da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados

Quem perde

O “fiasco” da greve geral mostra que os sindicatos não são mais tão fortes como antes

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.