PATROCINADORES

Grande São Paulo vai fechar shoppings até 30 de abril

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou, no início desta quarta-feira (18), que os shoppings centers e as academias de musculação e ginástica da capital e das cidades da região metropolitana serão fechados compulsoriamente até 30 de abril. Os estabelecimentos têm até segunda-feira (23) para fechar suas portas. A decisão é uma tentativa de reduzir as chances de contágio da população pelo coronavírus. Os municípios do litoral e do interior não estão incluídos.

O pacote de medidas emergenciais divulgadas no Palácio dos Bandeirantes por Doria inclui também a ampliação da campanha de vacinação contra a gripe comum, que deve iniciar na segunda-feira (23). Ainda que não proteja contra o coronavírus, será uma tentativa de redução dos efeitos do contágio, já que pessoas enfraquecidas ficam mais vulneráveis. Cerca de mil farmácias particulares da capital paulista irão vacinar gratuitamente a população, ampliando o trabalho da rede de postos de saúde pública. A medida foi adotada graças a uma parceria com a Abrafarma, associação de redes de farmácias.

Apesar de não serem fechados, as unidades do Detran e do Poupatempo vão limitar o fluxo de gente, como forma de conter o contágio. Uma parceria com operadoras de celular Tim, Vivo e Claro vai permitir o disparo de mensagens SMS para a divulgação de informações públicas sobre a pandemia. Os prefeitos dos 600 municípios do estado irão receber boletins diários às 18 horas, a fim de melhorar a coordenação dos esforços coletivos. O governo também ampliou para R$ 500 milhões os créditos para conter os efeitos econômicos da crise. Os recursos serão direcionados, principalmente, para linhas de crédito que beneficiarão pequenas e médias empresas.

O INSS informou que irá limitar os atendimentos em suas agências pelos próximos 15 dias. Serão interrompidos os atendimentos não programados. Apenas serão aceitas as perícias médicas previdenciárias, avaliações e pareceres dos benefícios já agendados. Uma das alternativas aos beneficiários é ampliar o atendimento remoto por meio do site Meu INSS ou pela Central 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Além dessas medidas, os municípios do Grande ABC divulgaram que vão suspender gradualmente os serviços de transporte público até 28 de março, a fim de manter a população mais segura em casa. Foram afetados os municípios de Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, onde residem quase 840 mil pessoas. O Sindicato dos Estivadores de Santos, São Vicente, Guarujá e Cubatão anunciou que paralisa nesta quarta-feira (18) suas atividades no Complexo Portuário de Santos. Outras entidades de classe devem se manifestar ao longo do dia.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.