Document
PATROCINADORES

Governo precisa do Centrão para aprovar Previdência, avalia XP

A reforma da Previdência começou a ser discutida nesta semana na comissão especial da Câmara depois de ter sido aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O colegiado terá o prazo de até 40 sessões do plenário da Casa para votar um relatório.

Uma análise da consultoria de investimentos XP mostra que os maiores desafios do governo na nova etapa serão evitar que a proposta seja desfigurada pelos parlamentares e que a economia prevista – de mais de R$ 1 trilhão em dez anos – não seja reduzida drasticamente.

A XP destaca que o governo não possui uma base formal na Câmara. Entre os 49 integrantes da comissão especial, apenas sete integram o núcleo de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). O colegiado terá protagonismo do Centrão (21 membros). Por isso, na avaliação da consultoria, o apoio do bloco é que irá garantir a aprovação da reforma.

Apesar de uma desconfiança na articulação do governo, a XP aponta que há uma maior aproximação entre Executivo e Legislativo. A consultoria projeta que o relatório deve ser votado entre junho e julho.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.