Document
PATROCINADORES

Gilmar Mendes remete ao STF investigação contra Serra

O ministro Gilmar Mendes, do STF, reconheceu o foro privilegiado do senador José Serra (PSDB) na investigação de um suposto esquema de caixa dois na campanha de 2014. Mendes decidiu retirar o caso da Justiça Eleitoral de primeiro grau e remeter ao Supremo. A apuração, até então, fazia parte do braço eleitoral da Lava-Jato em São Paulo. Serra teria recebido R$ 5 milhões sem ter declarado a verba na prestação de contas. O ministro atendeu a um pedido da defesa e entendeu que os fatos relatados ultrapassam a campanha do tucano ao Senado em 2014 e alcançam o mandato atual dele. Gilmar Mendes ainda determinou a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) diante da possibilidade de a investigação prescrever em setembro, já que Serra tem mais de 70 anos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.