PATROCINADORES

Gilmar diz que denúncia contra jornalista afronta sua decisão

O ministro Gilmar Mendes, do STF, criticou a inclusão do jornalista Glenn Greenwald entre os denunciados pelo Ministério Público Federal em Brasília (DF) no caso da invasão de celulares de autoridades, como o ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública). Uma liminar concedida por Gilmar em agosto do ano passado impedia que Greenwald, que recebeu o conteúdo roubado pelos hackers, fosse investigado ou responsabilizado pelo vazamento das mensagens sob justificativa de “garantir o sigilo constitucional da fonte jornalística”. O ministro considerou o oferecimento da denúncia contra o jornalista uma afronta à sua decisão anterior.

Por que é importante

Fundador do site The Intercept, o jornalista Glenn Greenwald tem sido o responsável pelo vazamento das mensagens que questionam a atuação do ex-juiz Sergio Moro e os integrantes da força-tarefa da Operação Lava-Jato

Quem ganha

Greenwald, que pode usar a liminar de Gilmar Mendes para barrar a ação contra ele

Quem perde

O procurador responsável pela denúncia (Wellington Oliveira), que pode ser enquadrado na nova lei de abuso de autoridade

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Pergunte para a

Mônica.