PATROCINADORES

Fiel escudeiro de Temer, Marun vai pedir impeachment de Barroso

Carlos Marun ganhou fama como líder da tropa de choque de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados. Quando o ex-deputado saiu de cena, indo para a prisão, Marun encontrou no presidente Temer um porto seguro. Novamente, ele virou capitão do time que defendeu Temer com todas as armas e impediu que a Câmara autorizasse a abertura de duas investigações contra o presidente. De tanto mostrar sua lealdade, Carlos Marun virou ministro da Secretaria de Governo. Para mostrar que é capaz de tudo para proteger Temer, agora ele prepara uma ofensiva contra o ministro Luís Roberto Barroso, do STF. Marun revelou nesta quinta-feira (15) que irá se afastar do cargo para protocolar um pedido de impeachment contra Barroso. “Em base da lei do impeachment, nós passamos a redigir esse pedido baseado na evidente atuação político-partidária e na sua falta de decoro no momento em que se sentiu no direito de desrespeitar os três Poderes da República. O cidadão pode pleitear. Para que não se estabeleça essa confusão, me licenciarei e farei a entrega no Senado desse pedido”, afirmou.

Por que é importante

Barroso virou alvo das reclamações do Planalto depois de ter autorizado a quebra do sigilo fiscal de Temer no chamado inquérito dos portos

Quem ganha

Carlos Marun aproveita a ocasião para atrair um pouco mais de holofotes para si

Quem perde

A seriedade que o caso merece

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 8 =

Pergunte para a

Mônica.