Document
PATROCINADORES

Ex-deputada Cristiane Brasil tem prisão decretada

O Ministério Público e a Polícia Civil do Rio de Janeiro deflagraram nesta sexta-feira (11) a segunda fase da Operação Catarata, que investiga supostos desvios em contratos de assistência social no governo do estado e na prefeitura da capital. Segundo a TV Globo, o secretário estadual de Educação, Pedro Fernandes, foi preso na ação. Os fatos, no entanto, estão relacionados à sua gestão na Fundação Estadual Leão XIII. A Justiça também autorizou a detenção da ex-deputada federal Cristiane Brasil (PTB), filha de Roberto Jefferson. A apuração trata do período em que ela foi secretária de Envelhecimento Saudável da prefeitura do Rio. Cristiane não havia sido localizada no início da manhã, mas sua defesa indicou que a ex-parlamentar deve se entregar. Já Fernandes apresentou um exame positivo de covid-19 e teve a prisão preventiva convertida em domiciliar. Conforme o MP e a Polícia Civil, os contratos sob investigação foram firmados entre 2013 e 2018 e custaram quase R$ 120 milhões aos cofres públicos. Os indícios são de que, sobre os serviços contratados, eram cobradas vantagens indevidas que variaram de 5% a 25% do valor acertado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.