Document
PATROCINADORES

Ex-aliado de Bolsonaro afirma que orçamento paralelo foi “escancarado”

O deputado federal, vice-presidente nacional PSL e ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro, Júnior Bozzella (SP) (imagem), afirmou à revista Crusoé nesta sexta-feira (4) que o Planalto deu R$ 92 milhões à sua legenda em dezembro de 2020, por apoio político à candidatura de Arthur Lira (PP-AL), à presidência da Câmara e de forma “escancarada”, no âmbito do “Orçamento Paralelo”.

O nome de Bozzella aparece na lista dos que indicaram o destino às verbas. Questionado se o Planalto ainda libera altas quantias por apoio, o deputado respondeu que cada caso tem um acordo específico e que a última liberação ocorreu pela aprovação do auxílio emergencial.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.