PATROCINADORES

Estado de São Paulo prorroga quarentena até 10 de maio

O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (17), que a quarentena para deter o coronavírus irá até 10 de maio, podendo ser prorrogada. “Para reabrir o comércio e os serviços precisamos controlar melhor a contaminação e ter o sistema público de saúde em condições de atendimento”, afirmou o governador João Doria, em coletiva de imprensa.

Foi a segunda prorrogação do isolamento, que foi decretado em 24 de março. A primeira foi determinada em 8 de abril, com validade até a próxima quarta-feira (22).

A prefeitura de São Paulo também esticou o período de fechamento do comércio até 15 de abril, por meio de decreto publicado na quarta-feira (15). A iniciativa do prefeito Bruno Covas estipulou quais atividades podem funcionar e em quais horários.

São Paulo soma 11,5 mil casos confirmados e 853 mortes. São 1.125 pessoas internadas em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Há preocupação com o relaxamento da população com o isolamento. Por meio de monitoramento de celulares, as autoridades perceberam durante o último final de semana que o índice de isolamento no estado caiu para 49%. O ideal seria mantê-lo em 70%.

A preocupação das autoridades sanitárias é com o avanço da pandemia para o interior do estado, onde a capacidade de atendimento da rede pública é mais baixa. “Se tiver uma boa resposta da população, do interior, do litoral, da capital e da região metropolitana, poderemos reavaliar”, afirmou o governador Doria. “Não temos nenhum prazer em prorrogar o período da quarentena”, disse.

Os hospitais de referência da rede pública da capital paulista estão com 80% de ocupação dos leitos de UTI, anunciou a Secretaria Estadual de Saúde. Cinco desses hospitais não possuem mais vagas para pacientes em graves condições.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.