PATROCINADORES

Eleições municipais: 66 deputados federais são candidatos

O primeiro turno das eleições municipais ocorre neste domingo (15) em 5.568 municípios. Estão aptos a votar 147,9 milhões de eleitores. O pleito foi adiado devido à pandemia de coronavírus. Em Macapá, não tem data para ocorrer, em razão do apagão que afeta o estado.

Desta vez, o segundo turno, quando for o caso, está marcado para o dia 29, duas semanas depois do primeiro. Essa etapa das eleições depende do número de eleitores na cidade – 200 mil, no mínimo. São 95 nessa condição. Das capitais, só Palmas, com 180,5 mil eleitores, fica de fora.

No domingo, os eleitores poderão votar das 7h às 17h – é recomendável consultar antes o local. A Justiça Eleitoral definiu que pessoas com 60 anos ou mais terão preferência das 7h às 10h. As 401 mil seções eleitorais adotarão medidas sanitárias em razão da Covid-19.

Deputados candidatos

A maior parte dos 66 deputados candidatos nas eleições municipais deste ano disputará as prefeituras de capitais. Esses dados constam de levantamento da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados com base nos registros da Justiça Eleitoral.

No total, 59 deputados concorrem a prefeito. Desses, 38 se candidataram em capitais. Outros 9 participam do pleito em cidades em que poderá haver segundo turno. Além dessas, há mais 12 candidaturas pelo país.

Duas capitais (Fortaleza e Belém) terão, cada uma, quatro deputados na disputa pela prefeitura. Em Boa Vista, Rio de Janeiro, São Luís e São Paulo, a urna eletrônica mostrará três deputados. Na capital paulistana, dois parlamentares ainda concorrem como vice.

Ao todo, os deputados candidatos participarão como adversários em 11 das 26 capitais – no Distrito Federal não há pleito municipal. Isso ocorrerá em quatro capitais do Nordeste. Nas regiões Norte e Sudeste, haverá disputa deles em três. No Centro-Oeste, em uma.

Ainda quando se consideram as regiões do país, o Nordeste aparece com 23 deputados candidatos, seguido do Sudeste, com 19. Juntas, essas duas regiões concentram quase dois terços dos integrantes da Câmara que agora buscam o Poder Executivo local.

O número de deputados candidatos é inferior ao das últimas eleições municipais (2012 e 2016), quando 87 e 82 concorreram, respectivamente. Ao todo, 21 partidos lançaram nomes, sendo 9 do PT e 7 do PSL. Essas legendas são hoje as duas maiores bancadas na Câmara.

(Agência Câmara de Notícias)

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − 5 =