PATROCINADORES

“É um momento difícil para ser juiz do Supremo”, diz Lewandowski

Sentado na poltrona 1D do voo 1446 para Brasília, o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski foi cumprimentado por cerca de 20 passageiros. Depois, sacou seu Mac Book Air e trabalhou no computador sem ser incomodado por ninguém — ao contrário do que ocorre com frequência com seu colega de toga, o ministro Gilmar Mendes. Perguntado por MONEY REPORT sobre a razão do tratamento diferente para dois juízes do STF, Lewandowski disse: “Temos de deliberar sobre assuntos polêmicos, que desagradam muitas vezes as pessoas. É um momento difícil para ser juiz da Suprema Corte. Eu mesmo já fui assediado”. Isso quer dizer que uma decisão jurídica técnica nem sempre é a mais popular? “Isso é o que acontece na maioria dos casos polêmicos como por exemplo o aborto”, afirmou. “Vamos ter outros pela frente: transgêneros, uso leve da maconha… Polêmica é o que não vai faltar”.

Por que é importante

Juízes e políticos têm sido assediados em locais públicos, com registros dos assédios publicados em redes sociais

Quem ganha

Com os assédios, ganham os radicais que querem impor suas ideias no grito

Quem perde

A democracia e o estado de direito, que prezam a pluralidade de opiniões

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 12 =

Pergunte para a

Mônica.