Document
PATROCINADORES

Deputado preso diz ser “bode expiatório” para decisão contra Lula

O deputado federal João Rodrigues (PSD-SC) foi preso pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (8) ao desembarcar no aeroporto de Guarulho (SP). Ele estava nos Estados Unidos e havia modificado sua passagem de volta, alterando o destino final do Brasil para o Paraguai, mas não conseguiu ingressar em Assunção porque estava com seu nome inscrito no banco de dados da Interpol. Na última terça-feira (6), a 1ª Turma do STF determinou a execução imediata da pena imposta ao parlamentar após ele ser condenado na segunda instância. Em entrevista ao jornal O Globo, antes de ser detido, Rodrigues disse que a decisão do tribunal teve um motivo. “Estão me usando de bode expiatório para prender o Lula”, afirmou o deputado. João Rodrigues
será levado para Brasília.

Por que é importante

João Rodrigues foi condenado na segunda instância a cinco anos e três meses de prisão – em regime inicial semiaberto – por dispensa irregular de licitação, quando ocupou o cargo de prefeito de Pinhalzinho (SC)

Quem ganha

O combate à impunidade

Quem perde

A decisão abre caminho para a prisão de outros condenados na segunda instância

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.