PATROCINADORES

Deltan Dallagnol rejeita promoção para permanecer na Lava-Jato

Chefe da força-tarefa da Operação Lava-Jato em Curitiba (PR), o procurador Deltan Dallagnol encaminhou na segunda-feira (21) um ofício ao Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) recusando uma possível promoção. Dallagnol poderia disputar, se quisesse, a uma vaga de procurador regional da República e atuar na segunda instância da Justiça Federal. Em nota, o procurador informou que a decisão foi tomada em conversa com os demais integrantes da força-tarefa no Paraná. A posição levou em conta o vazamento de mensagens obtidas pelo site The Intercept que questiona a atuação dos procuradores no comando da Lava-Jato. Na avaliação de Dallagnol, a promoção e saída da coordenação, cargo que ele ocupa há cinco anos, poderia passar a impressão de que estaria admitindo os erros e excessos nas investigações.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − treze =

Pergunte para a

Mônica.