PATROCINADORES

Delegados vão ao STF contra interferências em investigações

Delegados que atuam em inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) afirmaram, nesta quinta-feira (15), que irão recorrer ao STF para barrar interferências nas investigações. A ação foi tomada após a polêmica entrevista do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia (leia matéria aqui). A manifestação foi encaminhada ao diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Eugênio Ricas, que entregou o documento a Segovia.

Por que é importante

"A Polícia Federal goza de enorme credibilidade junto à sociedade brasileira em razão da imparcialidade e qualidade técnica das investigações. É nossa missão precípua continuarmos trabalhando de forma incansável, isenta, imparcial e abnegada, para que a verdade real sempre prevaleça em todas as nossas investigações", disse Ricas, ao receber a manifestação

Quem ganha

A Polícia Federal, que fica blindada contra ingerência política nas investigações

Quem perde

Fernando Segovia. O ministro do STF, Luís Barroso, determinou que ele preste esclarecimentos sobre o caso

Compartilhe

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pergunte para a

Mônica.

©2017-2020 Money Report. Todos os direitos reservados. Money Report preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe.