PATROCINADORES

Dallagnol rebate Aras e diz que Lava-Jato não guarda segredos

Em entrevista ao Estadão, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava-Jato em Curitiba, rebateu as críticas feitas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras. Dallagnol falou sobre a revelação feita por Aras, de que a força-tarefa guarda informações de 38 mil pessoas, e negou que o grupo de trabalho paranaense tenha virado uma “caixa de segredos”, como afirmou Aras. “Esse é o número de pessoas físicas e jurídicas mencionadas em relatórios de inteligência financeira, as quais são suspeitas ou se relacionam com pessoas suspeitas de lavar dinheiro. Elas foram identificadas e reportadas para a força-tarefa pelo Coaf. Não o número de investigados pela força-tarefa. Às vezes, um relatório contém 20, 30 nomes e até mais, pois a partir de um nome investigados e identificam várias pessoas físicas e jurídicas relacionadas. Esse tipo de relatório é importante para alimentar investigações e as autoridades devem ter acesso à base de dados necessária para fazer seu trabalho. O que não pode acontecer é terceiros, inclusive outros procuradores, acessarem o material, sem justificativa”, explicou Dallagnol. “Não há segredos. Todas as nossas investigações e documentos estão registrados no nosso sistema do Ministério Público, que se chama Único, na Justiça Federal do Paraná ou na Polícia Federal. Todos são sindicáveis. Todo ano a Corregedoria faz uma inspeção e constata a regularidade do nosso trabalho. Logo, dizer que a força-tarefa guarda segredos, investigações secretas, bancos de dados escondidos, é não apenas infactível, como absurdo. O que há sim e deve haver é o sigilo legal, uma proteção que a lei dá a certas investigações e processos ou a dados fiscais e bancários, contra o acesso indevido por terceiros que não trabalham nos casos”, afirmou.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =