Document
PATROCINADORES

Cunha tem acesso negado às mensagens da Spoofing

A 2ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou à defesa do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (imagem), acesso ao conteúdo da mensagens interceptadas n âmbito da operação Spoofing. Cunha queria todas as mensagens trocadas entre os integrantes da Lava-Jato e o ex-juiz Sergio Moro. A decisão foi proferida no plenário virtual do STF na segunda-feira (30) e publicada nesta terça-feira (31).

A defesa pediu que acesso na íntegra do material e utilizou como argumento o caso do ex-presidente Lula. O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que o direito ao contraditório e à ampla defesa, argumentados por Cunha, são atendidos com o acesso às mensagens em que ele é citado por nome e que as outras mensagens não seriam fornecidas.

Deflagrada pela Polícia Federal em julho de 2019, a Operação Spoofing investiga as invasões ds contas do aplicativo Telegram de autoridades brasileiras e pessoas relacionadas à operação Lava-Jato, como o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pergunte para a

Mônica.