PATROCINADORES

Criticado por Bolsonaro, Levy pede demissão da presidência do BNDES

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, renunciou à presidência da estatal e entregou neste domingo (16) seu pedido de desligamento a Paulo Guedes, ministro da Economia. A saída de Levy vem após críticas do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no último sábado (15). Em entrevista a jornalistas, Bolsonaro disse “estar por aqui” com o então presidente do BNDES, por ele ter nomeado para a diretoria de Mercado de Capitais do banco o advogado Marcos Barbosa Pinto, ex-assessor da instituição financeira nos governos do PT. “Falei para ele: (Levy) demite esse cara na segunda ou eu demito você (Levy) sem passar pelo Guedes (ministro da Economia)”, disse Bolsonaro.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 5 =

Pergunte para a

Mônica.